sábado, julho 29, 2017

Jornalismo livre e...responsável

Depois da barraca da semana passada, que anunciou ao país haver mais mortos provocados pelo incêndio de Pedrogão do que os 64 anunciados, o Expresso tenta justificar-se  brandindo armas contra os que criticaram a manchete,  acusando-os de   odiarem o jornalismo livre.

O Expresso não para de nos surpreender, mas inventar inimigos para se justificar não é uma boa surpresa. A manchete da semana passada foi do pior jornalismo que já se praticou em Portugal. Não tem justificação.

Publicar atoardas sobre o número de mortos duma tragédia não é jornalismo livre. Nem sequer é jornalismo, é chicana.

1 Comentários:

Às 29/07/17, 15:41 , Blogger J. Cosme disse...

Estes escrevinhado resultados da treta, para além de escreverem mal e porcamente e de se submeterem de forma inconcebível aos ditames de quem lhes paga, ainda têm o desplante de se arvorarem em detentores da verdade! Daí, criticarem a esmo quem se lhes opõe. Até quando lhes permitiremos que confundam verdade com opinião é que criem a confusão nas cabeças pouco atentas da enorme maioria daqueles que ainda os lêem?

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial